MTA

ALMADA É PALCO DA 21ª MOSTRA DE TEATRO

De 3 a 19 de novembro, Almada é palco da 21ª Mostra de Teatro de Almada (MTA) com uma programação que se caracteriza pela sua diversidade. Com 15 estreias entre os vários espectáculos montados, este ano a Mostra não foge à regra: nela conviverão diferentes propostas destinadas aos mais variados públicos e levadas à cena pelos mais de 20 grupos de teatro participantes.

A programação deste ano contempla textos inéditos e outros já conhecidos que nos chegam pela mão de autores como Joaquim Paulo Nogueira, Alfred Jarry, Jean-Paul Sartre, Bertolt Brecht, William Shakespeare, Jeanne-Marie Leprince de Beaumont, entre muitos outros. No que respeita aos  encenadores, Rogério de Carvalho, Ana Nave, Luzia Paramés, Alexandre Pieroni Caldo e inúmeros criadores almadenses marcam presença nesta edição. O teatro para bebés, o musical, a dança, a performance, a poesia e uma experiência de auto-teatro para 2 espetadores que a ela assistirão nos camarins do Teatro compõem a multiplicidade de propostas artísticas da MTA.

Ao longo de três semanas, a Mostra promove, também, um Ponto de Encontro para convívio e partilha entre artistas e público após os espetáculos no Teatro-Estúdio António Assunção, uma Tertúlia sobre escrita, tradução para cena, dramaturgia e encenação e o lançamento do livro “Lugar d’Avós” de Carlos Alfredo Couto Amaral, ator e encenador do GITT – Grupo de Iniciação Teatral da Trafaria. O mesmo GITT por onde passaram nomes como Fernanda Lapa e José Manuel Castanheira, que assinala 45 anos através de uma exposição comemorativa patente no Mercado da Trafaria.

São diversos os palcos onde acontecem os espectáculos em Almada. Nos equipamentos municipais, Auditório Fernando Lopes-Graça, Teatro-Estúdio António Assunção, Teatro Municipal Joaquim Benite, Centro Cultural e Juvenil de Santo Amaro – Casa Amarela, Biblioteca Municipal Maria Lamas e em espaços de associações e coletividades com longa tradição de Teatro, como a Incrível Almadense, o Auditório Pluricoop da Associação Cultural Manuel da Fonseca, o Cineteatro da Academia Almadense e os Recreios Desportivos da Trafaria.

Organizado pela Câmara Municipal de Almada, em parceria com os grupos de teatro desde 1996, este evento, que se destaca a nível nacional por incluir exclusivamente grupos locais, conta na sua 21ª edição com a participação das seguintes estruturas: Alpha Teatro, Actos Urbanos/Teatro de Areia e Teatro&Teatro de O Mundo do Espectáculo, Artes e Engenhos, Cénico da Incrível Almadense, Companhia de Teatro Musical da Plateias D’Arte, EmbalArte, GITT - Grupo de Iniciação Teatral da Trafaria, Grupo de Teatro da Academia Almadense, Grupo de Teatro da Associação Cultural Manuel da Fonseca, A Lagarto Amarelo Associação Cultural, Marina Nabais Dança Associação Cultural, Ninho de Víboras, NNT - Novo Núcleo de Teatro, Associação Cultural O Outro Lado, O Grito&Rugas, OTA - Oficina de Teatro de Almada, Produções Acidentais, Teatro ABC.PI, Teatro Extremo, Teatro na Gandaia e Teatro de Papel.